Ágor@ (Encontro de Media, Proximidade e Participação)

A Universidade da Beira Interior, através do projecto Agenda dos Cidadãos, do Departamento de Comunicação e Artes e do Laboratório de Comunicação Online (Labcom) vai organizar uma conferência intitulada “Ágor@ - Encontro de Media, Proximidade e Participação”. O evento terá lugar nos próximos dias 19 e 20 de Abril at the Universidade da Beira Interior (UBI), na Covilhã. O objectivo geral da conferência divide-se em dois temas principais: a) Os media regionais e locais, que presente e que futuro? b) Os media regionais e locais online: experiências colaborativas, participativas e hiperlocais. Configura-se, deste modo, a existência de duas formas de proximidade que estruturam a conferência: a proximidade geográfica e a proximidade que resulta da interactividade com os públicos. Transversal a ambas há um terceiro conceito de proximidade que decorre da ideia de criação de agendas que reflictam os interesses dos cidadãos, seguindo uma lógica participativa ou deliberativa, inspirada pela introdução de estratégias de jornalismo cívico ou cidadão a nível regional.

19 de Abril

Zvi Reich

Universidade Ben-Gurion (Israel)

Zvi Reich (Ph.D.) é professor titular do Departamento de Estudos de Comunicação na Universidade Ben-Gurion do Negev e ex-jornalista do maior jornal de Israel (Yedioth Aharonoth). Os seus mais recentes projectos lidam com as competências jornalísticas e com as relações jornalistas-fontes. Ele é autor, co-autor e editou quatro livros, entre os quais: Sourcing the News (Hampton Press 2011) e Participatory Journalism (Wiley-Blackwell 2011) juntamente com um grupo de estudiosos internacionais do jornalismo online. Os seus trabalhos foram publicados em revistas académicas, tais como, Journalism and Mass Communication Quarterly, Journalism Studies and Journalism. Dr. Reich venceu duas vezes o prémio de topo para o melhor artigo da Faculdade da divisão de Jornalismo da International Communication Association (ICA) e o Prémio Kinneret para a pesquisa em comunicação, sociedade e meio ambiente. Ele é membro do Conselho de Imprensa de Israel e Presidente do Conselho e serve como orientador académico da conferência anual da Associação de Imprensa de Israel.

Carlos Camponez

Universidade de Coimbra (Portugal)

Carlos Camponez é professor auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Professor de Deontologia do Jornalismo, de Ética da Comunicação e de Sócio-Economia dos Media, publicou Deontologia do Jornalismo – A autorregulação frustrada dos jornalistas portugueses (1974-2007) e Jornalismo de Proximidade.

Luis Álvarez Pousa

Universidade de Santiago de Compostela (Espanha)

Luís Álvarez Pousa é Licenciado em Jornalismo pela Universidade Complutense de Madrid e Doutor em Historia Contemporânea pela Universidade de Santiago de Compostela. Trabalhou enquanto jornalista durante 23 anos na Voz de Galicia. Actualmente é Professor titular de Jornalismo Especializados na Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade de Santiago de Compostela e também no mestrado sobre Comunicação e Industrias Culturais. É investigador em projectos de Comunicação e Género e Competências Tecnológicas na Sociedade Espanhola. Desempenha ainda funções de Coordenador da avaliação dos projectos de I+D+i em Comunicação - Ministério de Ciência e Inovação. É o representante no Colexio Profesional de Periodistas de Galicia e no Foro de organizaciones de periodistas en España. É Director da revista internacional de Jornalismo Social “Comunicación e Cidadanía”. Foi vogal na anterior Xunta de Goberno (2004-2008) e é o director do Observatorio Galego dos Medios (OM) do CPXG.

Xosé Lopez Garcia

Universidade de Santiago de Compostela (Espanha)

Xosé López García, jornalista e catedrático de jornalismo, pertence ao Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências da Comunicação da Universidade de Santiago Compostela. Durante vinte anos exerceu jornalismo em diferentes meios na Galícia. É membro do Conselho da Cultura Galega, onde dirige a área de Comunicação e ocupa uma vice-presidência. Na Universidade, é docente de comunicação e informação escrita e jornalismo electrónico. Dirige o grupo de pesquisa Novos Meios. Publicou vários trabalhos sobre a imprensa galega (Detrás da prensa popular, A prensa local e comarcal en Galicia,…) e é co-autor de vários livros sobre ciberjornalismo (Manual de Redacción Ciberperiodística, Cibermedios, Sistemas Digitales de Información, Las herramientas tecnológicas de la nueva información periodística…). Membro da Associação Galega de Pesquisadores em Comunicação (ASGIC) e da Sociedade Espanhola de Jornalistas (SEP), as suas principais linhas de pesquisa orientam-se para a análise da relação entre a evolução dos jornais em papel e as edições on-line, assim como a análise do jornalismo que se pratica em ambos os suportes. Também mantém aberta uma linha de pesquisa sobre a história da comunicação na Galícia e outra sobre tendências no jornalismo actual.

Gil Ferreira

Escola Superior de Educação de Coimbra (Portugal)

Gil Baptista Ferreira possui um PhD em Ciências da Comunicação (Universidade Nova de Lisboa), é professor de Comunicação Social no Instituto Politécnico de Coimbra e investigador no LabCom (UBI). Actualmente, o seu interesse centra-se no estudo da deliberação nos media, desde os espaços de debate nas plataformas digitais às práticas jornalísticas. É autor dos livros Linguagem e Modernidade (2003) e Comunicação, Media e Identidade (2009).

Juan Pedro Molina Cañabate

Universidade Carlos III de Mardid (Espanha)

Juan Pedro Molina Cañabate (Madrid, 1969) é doutor em Ciências da Informação pela Universidade Complutense de Madrid e Professor no Departamento de Jornalismo e Ciências da Comunicação Audiovisual da Universidade Carlos III de Madrid. Tornou-se professor depois de trabalhar como jornalista e consultor de comunicação. Foi também director de comunicação da Feira do Livro de Madrid em três edições. É especialista em auditorias, planos e comunicação de crise, treinos de porta-vozes e relações com os media. As suas últimas pesquisas giram em torno da Comunicação 2.0. Actualmente, pertence ao Grupo de Pesquisa de Jornalismo e Análise Social: Desenvolvimento, Efeitos e Tendências (PASEET) na Universidade Carlos III.

Patricia Posse

Universidade do Porto
Jornalista Freelancer

Com formação em Jornalismo e Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, Patrícia Posse trabalha como jornalista freelancer, a partir da região de Trás-os-Montes e Alto Douro, publicando nos jornais Repórter do Marão, Voz das Misericórdias, Jornal de Notícias e revista Visão. No decorrer da licenciatura, integrou as equipas da webrádio JornalismoPortoRádio e do webjornal JornalismoPortoNet. Depois de realizar um estágio curricular no Diário de Notícias (redacção do Porto), iniciou o seu percurso profissional no jornal Mensageiro Notícias. Mais tarde, trabalhou como jornalista na Imais.TV e, em 2010, foi jornalista da revista Tribuna Douro. Em paralelo, foi estudando o aproveitamento das potencialidades da Internet em oito jornais dos distritos de Bragança e Vila Real. A tese sobre ciberjornalismo regional foi apresentada em Novembro de 2011 na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o que lhe conferiu o grau de mestre em Estudos de Média e Jornalismo.

João Carlos Ferreira Correia

Universidade da Beira Interior (Portugal)

Pós Doutorado na Universidade Pompeu Fabra, de Barcelona, é Agregado, Doutor e Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior (UBI). Professor do Departamento de Comunicação e Artes da Universidade da Beira Interior lecciona na Licenciatura e no Mestrado disciplinas associadas à relação entre media e cidadania. É o coordenador da linha de pesquisa “Identidades e Cidadania” do Laboratório de Comunicação Online, onde tem sido o pesquisador responsável de vários projectos científicos. Neste momento, é o investigador responsável do projecto “Agenda dos Cidadãos: jornalismo e participação cívica nos media Portugueses”. É ainda membro do Conselho Científico da Faculdade de Artes e Letras da UBI, Director da Revista “Estudos em Comunicação” e Presidente do GT de Comunicação e Política da Sociedade Portuguesa de Comunicação (SOPCOM). Os seus interesses repartem-se pelos seguintes áreas científicas: Estudos Jornalísticos; Jornalismo e Esfera Pública, Comunicação e Deliberação e Análise do Discurso Jornalístico. Além vida académica foi jornalista profissional na Agência Noticiosa Portuguesa (ANOP) e nos jornais Público, Gazeta do Interior e Notícias da Covilhã. É autor de diversos livros nas suas áreas de pesquisa.

Ricardo Morais

Universidade da Beira Interior (Portugal)

Investigador de Doutoramento em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior. Nesta mesma Universidade tirou a licenciatura em Ciências da Comunicação e o Mestrado em Jornalismo: Imprensa, Rádio e Televisão, onde apresentou a dissertação intitulada “Família, Educação e Media: os desafios educativos dos meios de comunicação”. Desenvolve a sua investigação na análise das diferentes dimensões das oportunidades de participação oferecidas aos cidadãos pelos novos media. É Bolseiro de Investigação do projecto “Agenda dos Cidadãos: jornalismo e participação cívica nos media Portugueses” no Laboratório de Comunicação Online. Trabalhou ainda como jornalista multimédia na cobertura das campanhas eleitorais (europeias, legislativas e autárquicas) durante o ano de 2009 em Portugal.

João Carlos Sousa

Universidade da Beira Interior (Portugal)

Licenciado em Sociologia pela Universidade da Beira Interior. É Bolseiro de Investigação do projecto “Agenda dos Cidadãos: jornalismo e participação cívica nos media Portugueses” no Laboratório de Comunicação Online. As suas áreas de interesse na investigação estão centradas na sociologia da juventude, política e religião.

20 de Abril

Pedro Jerónimo

Universidade do Porto (Portugal)

Bolseiro da FCT (Programa UT Austin | Portugal) e candidato a Doutor em Informação e Comunicação em Plataformas Digitais (Universidade do Porto e Universidade de Aveiro). Investigador do Observatório de Ciberjornalismo e do Centro de Estudos das Tecnologias e Ciências e da Comunicação (CETAC.media). É licenciado em Comunicação Social e Educação Multimédia (Instituto Politécnico de Leiria). Colabora com uma rede de investigadores ibero-americanos que tem estudado o impacto das novas tecnologias nos media locais e dinamiza o projecto Local Media PT (http://localmediapt.wordpress.com) de observação e investigação dos media e do jornalismo de proximidade. Iniciou-se no jornalismo no semanário regional O Mensageiro, (Leiria) onde foi jornalista durante sete anos. Fez ainda parte do ciberjornal desportoleiria.net - entretanto extinto - durante dois anos. Mantem colaboração com a imprensa e regional e local.

Pedro Brinca

Director do Portal Setubal na Rede

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa e mestrando em Ciências da Comunicação na Universidade Nova de Lisboa, iniciou a sua carreira profissional em 1985, na Rádio Azul de Setúbal. Três anos depois foi fundador da TSF Rádio Jornal, onde permaneceu até 2000, tendo estado na Missão de Paz em Timor e na Bósnia-Herzegovina, logo após o fim da guerra. Durante muitos anos foi jornalista e crítico musical em vários jornais, sendo director da revista Ritual, que fundou. Em 1998 criou o “Setúbal na Rede”, primeiro jornal exclusivamente digital do país, vencedor do Prémio Gazeta de Imprensa Regional’99, atribuído pelo Clube de Jornalistas, de que é director. Tem desenvolvido em paralelo actividade no ensino e formação, nomeadamente no Instituto Politécnico de Setúbal, no Cenjor, na ETIC, entre outras instituições, tendo-lhe sido atribuído o Título de Especialista na área de Informação e Jornalismo no início deste ano.

Luiz Izquierdo Labella

Jornalista do La Vanguardia
Universidade Carlos III de Madrid (Espanha)

Doutorado em Jornalismo pela Universidad Complutense de Madrid, Luis Izquierdo começou a trabalhar em jornalismo em 1990. Nos últimos 15 anos escreveu no jornal La Vanguardia, onde agora é o correspondente no Parlamento em Madrid. Desde 2005 que é também professor associado na Universidade Carlos III de Madrid, onde coordena a disciplina de jornalismo de proximidade. Izquierdo é também o autor de “Local Journalism handbook” publicado em 2010. As suas áreas de pesquisa são jornalismo de proximidade, jornalismo político e tecnologias de informação e o futuro do jornalismo local.

José Ricardo Carvalheiro

Universidade da Beira Interior

José Ricardo Carvalheiro é mestre em Sociologia e doutorado em Ciências da Comunicação. Lecciona no Departamento de Comunicação e Artes da Universidade da Beira Interior desde 2007. Integra o Laboratório de Comunicação Online (Labcom) da Universidade da Beira Interior (UBI), onde tem investigado sobre jornalismo, imprensa regional, migrações e minorias nos media. Faz parte do projecto “Agenda do Cidadão: Jornalismo e Participação Cívica nos Media Portugueses”. Foi jornalista na imprensa regional entre 1992 e 2001, no Jornal do Fundão.

Victor Amaral

Instituto Politécnico da Guarda
Universidade da Beira Interior

Ex-jornalista na Imprensa Regional, docente do Instituto Politécnico da Guarda, frequenta o doutoramento em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior onde desenvolve trabalho no estudo do papel do jornalismo cívico na revitalização da imprensa regional em Portugal. É investigador do Laboratório de Comunicação Online (Labcom). Tirou o Mestrado em Ciências da Comunicação, Área de Especialização em Comunicação, Cidadania e Educação na Universidade do Minho, onde apresentou a dissertação “Temas e Fontes na Imprensa Regional da Cidade da Guarda”.

Luis Bonixe

Jornalista
Escola Superior de Educação de Portalegre

Professor de Jornalismo na Escola Superior de Educação de Portalegre (1º e 2º ciclos). Doutorado em Ciências da Comunicação, especialização em Jornalismo, pela Universidade Nova de Lisboa. Membro integrado do Centro de Investigação de Média e Jornalismo. Publicou vários artigos sobre jornalismo radiofónico, rádios locais e migração da rádio para plataformas digitais em revistas científicas e é autor de comunicações sobre a mesma temática apresentadas em congressos científicos nacionais e internacionais. Jornalista freelancer.

Luisa Teresa Ribeiro

Jornalista
Universidade do Minho

Jornalista e doutoranda em Ciências da Comunicação na Universidade do Minho. Licenciada em Relações Internacionais – Ramo das Relações Culturais e Políticas e em Comunicação Social, tem o mestrado em Ciências da Comunicação. Faz parte do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS) da Universidade do Minho, instituição de ensino superior onde tem colaborado na leccionação de unidades curriculares ligadas ao Jornalismo. É coordenadora geral do jornal “Diário do Minho”.

Catarina Rodrigues

Universidade da Beira Inteiror

Catarina Rodrigues é doutoranda na Universidade da Beira Interior (UBI) com uma bolsa financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). Uma parte da investigação, na área do jornalismo participativo, é realizada na Universidad Complutense de Madrid (Espanha). Em 2006 defendeu a dissertação de Mestrado, na UBI. Este trabalho resultou na publicação de um livro intitulado “Blogs e a fragmentação do espaço público”. É investigadora do LabCom (Laboratório de Comunicação On-line) nas áreas de jornalismo, tecnologias da informação e cidadania.